Saiba como se preparar para o ENEM desde o ensino fundamental

O ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) é a porta de entrada para muitos estudantes em uma universidade, por isso podemos perceber a dedicação de tantos jovens para sua realização. Porém, apesar de ser uma avaliação voltada para o Ensino Médio, é preciso iniciar a preparação desde a base do aluno: o Ensino Fundamental.

O ENEM é uma prova que exige conhecimentos de diversas áreas e abrange várias habilidades. Portanto, quanto mais cedo focar nos estudos para essa prova, melhor.

Neste post separamos algumas dicas que vão esclarecer como é possível se preparar para o ENEM desde o Ensino Fundamental. Confira!

Conhecendo os conteúdos mais cobrados

É comum achar que, por ser uma avaliação do Ensino Médio, no ENEM são exigidos conteúdos aprendidos apenas nesses 3 anos, mas saiba que não. As matérias mais cobradas no exame são do Ensino Fundamental.

Por isso, sabendo o que mais cai, o aprendizado será bem embasado e o aluno chegará ao Ensino Médio com mais capacidade de aprofundar os estudos nos conhecimentos adquiridos.

Fazendo um cronograma

Fazer com que crianças e adolescentes cumpram horários não é uma tarefa fácil, principalmente quando o assunto é estudar. Dessa forma, é preciso que seja feito um cronograma de estudos para auxiliar na organização do tempo, afinal, se o desejo é estar apto a realizar um exame daqui a alguns anos, será necessário reservar boa parte do tempo para aprender.

É importante conciliar no cronograma os estudos para se preparar para o ENEM com a rotina escolar, que muitas vezes é sobrecarregada.

Criando técnicas de estudos

Infelizmente ter uma rotina de estudos pode se tornar cansativo, o que prejudica a capacidade de absorção dos conteúdos. Sendo assim, é necessário utilizar técnicas que façam o aprendizado ser mais eficiente, como fazer resumos, esquemas, assistir videoaulas e fazer questões de provas anteriores e simulados.

Aprimorando redação e linguagens

Ao analisar a pontuação no ENEM, observa-se que apenas a redação ocupa 1.000 pontos e, caso seja zerada, o participante fica impedido de se inscrever nos programas SISU, PROUNI e FIES. Portanto, é imprescindível que o aluno pratique a escrita, principalmente nos últimos anos do fundamental. Para isso, é preciso conhecer o texto dissertativo argumentativo e as formas como ele é avaliado no exame, além de muita leitura.

Todas as áreas cobradas merecem atenção nos estudos, mas é comum os alunos focarem em ciências da natureza ou matemática e menosprezarem as linguagens. Porém, a prova do ENEM — e não só na parte específica de linguagens — exige que o candidato saiba interpretar textos e gráficos. Por isso, é necessário que os estudantes façam exercícios de interpretação e desenvolvam a capacidade de trabalhar com textos (verbais e não verbais).

Conhecendo pontos fortes e fracos

Diferentemente do convencional, o método de avaliação utilizado no ENEM é o TRI, isto é, não é avaliada apenas a quantidade de questões acertadas, mas também o grau de dificuldade de cada uma. Portanto, é preciso que o participante conheça as habilidades que mais domina para evitar chutes na hora da prova.

Sendo assim, ele estará apto a fazer o ENEM como teste já no 1º ano do Ensino Médio.

Estabelecendo metas

Com base nas áreas que mais domina e gosta de estudar, é possível que o adolescente tenha uma ideia do que quer cursar na faculdade. Desse modo, é essencial que ele estabeleça metas e faça pesquisas sobre cursos e universidades que lhe interessam, pois assim ele terá mais motivação para estudar e chegará ao Ensino Médio bem direcionado.

Estando sempre atualizado

Por fim, candidatos ao ENEM precisam estar sempre atentos às atualidades, lendo muitos artigos e notícias que envolvam questões sociais, políticas e inovações científicas. Afinal, nem sempre os temas abordados — seja na redação ou em outras áreas — são daquele ano: eles podem ser problemas emergentes de algum tempo atrás, mas que ainda estão em discussão.

Conhecendo essas dicas é possível se preparar para o ENEM de forma eficiente e, principalmente, estar atento às dificuldades do aluno desde o começo. Dessa maneira os pais podem investir em um reforço escolar que estimule o aprendizado por meio de métodos diferenciados.

Já sabe como se preparar para o ENEM? Restou alguma dúvida? Deixe um comentário!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"