Saiba como ajudar o seu filho a estudar e melhorar em matemática

O seu filho faz cara feia só de ouvir falar em números? Calma! Isso não significa que ele não é capaz de estudar matemática, apenas pode ser que não goste da disciplina pelo fato de não aprender de forma atrativa e adequada ao seu perfil e idade. Se você ajudar o seu pequeno a sair do lugar-comum, é possível tornar o processo de aprendizagem mais simples, natural e intuitivo.

Quando se fala em matemática, boa parte dos estudantes acredita que se trata de uma matéria chata e complicada. Por isso, é importante que os pais ajudem a desmistificar essa ideia, provando que a disciplina pode ser interessante e divertida.

Quer ajudar o seu filho a quebrar barreiras na área de exatas? Descubra abaixo como você pode incentivá-lo a estudar mais e melhorar o desempenho em matemática!

Não incentive a decoreba para estudar matemática

Antes de qualquer coisa, matemática é raciocínio. Portanto, não é indicado estimular o seu filho a praticar a velha decoreba. O ideal é ajudá-lo a perceber e praticar a disciplina, mostrando que os números fazem parte do nosso dia a dia. É até possível memorizar as fórmulas matemáticas, mas isso não será útil se a criança não souber como colocar em prática.

Se tratando de decorar, a única exceção é a tabuada, uma ferramenta importante para que o aluno possa evoluir nos conteúdos estudados. Mas, antes que a criança memorize a multiplicação dos números na tabuada, é preciso que você ensine como ela funciona. Assim, ela não estará apenas decorando e saberá aplicá-la, quando necessário.

Mostre que é possível aprender com os erros

Ao sentar para ajudar o seu filho a estudar matemática, deixe claro que só aprendemos com os nossos erros. Entre dez questões, ele acertou sete? Só passe para a próxima etapa depois que ele descobrir em qual delas está errando. Cuidado para não recriminá-lo por ter errado, pois isso pode desencorajá-lo. Em vez disso, ajude-o a perceber onde está o erro e de que maneira ele pode ser solucionado.

Importante destacar que a maioria dos livros de matemática segue uma sequência lógica, o que faz com que cada tópico estudado seja relevante para os conteúdos que serão vistos em seguida. Assim, se o aluno desprezar a parte em que errou e ficar com dúvidas, ele dificilmente acompanhará o raciocínio das próximas lições.

Torne a matemática divertida

Se o seu filho já não morre de amores por matemática, ficar em cima de livros e cadernos por horas pode desestimulá-lo ainda mais. Uma prática que pode funcionar é usar métodos lúdicos e divertidos para que ele se familiarize com os números.

Os joguinhos são ótimos aliados para estudar matemática. Opções como o xadrez, dama e o jogo da velha são interessantes para ensinar lógica e estratégia. Para ensinamentos avançados, o mais recomendado é o Banco Imobiliário, que trabalha com o gerenciamento de valores e de conflitos.

Os clássicos quebra-cabeças também ajudam, pois desenvolvem o raciocínio espacial e estimulam habilidades relacionadas ao reconhecimento de formas, tamanhos, ordem e sequências para juntar peças.

Busque o reforço escolar

Infelizmente, com a correria do cotidiano, muitos pais não têm tempo para sentar e ajudar seus filhos a estudar. Porém, não dá para negligenciar a necessidade de se aprender matemática corretamente, afinal, ela está presente em quase tudo e é importante para o currículo escolar da criança.

Se você não tem disponibilidade ou não conhece todos os conteúdos trabalhados na disciplina, a melhor alternativa é buscar ajuda especializada por meio do reforço escolar. O método permite que o seu filho continue em contato com os números mesmo fora da escola, influenciando positivamente no desenvolvimento e aprendizado dele.

Com o reforço escolar, o pequeno também aprenderá com o suporte de um profissional capacitado e com conteúdos adequados às suas necessidades.

Estudar matemática não é nenhum bicho de sete cabeças, e você deve mostrar isso ao seu filho. Estando ao lado dele e tornando o aprendizado mais leve, pode ter certeza que o aprendizado ocorrerá de forma espontânea.

Gostou dessas dicas? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos para melhorar desempenho escolar do seu filho!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"