Qual o papel da família no desempenho escolar dos filhos?

A educação e o aprendizado dos filhos não é uma responsabilidade exclusiva da instituição de ensino: também é importante que os pais participem e acompanhem ativamente o desempenho escolar dos jovens. Dessa forma, é possível identificar os pontos fracos e fortes de cada um, ajudando a sanar dúvidas e deixando-os mais seguros para avançar nos estudos.

Ao se manter mais próximo do seu filho durante o processo se aprendizagem, você mostrará que o valoriza e que é importante se dedicar à educação. Isso é uma verdadeira inspiração para os jovens, que aprendem desde cedo que estudar não é apenas uma obrigação, e sim algo que irá transformar sua vida.

Confira abaixo como você pode marcar presença na vida escolar do seu filho para ajudá-lo a melhorar seu rendimento!

Acompanhe o dia a dia da criança

Você sabe como é a rotina do seu filho na escola? Por mais ocupados que os pais sejam, é imprescindível reservar um tempo para acompanhar o dia a dia da criança. Essa atenção é fundamental para que ela perceba que você se importa, que está de olho no que ela faz e que também está ali para ajudar no que for necessário. Dessa maneira, você contribuirá para criar um jovem mais seguro tanto na vida pessoal quanto escolar.

Crie o hábito de checar a programação da escola do seu filho: analise diariamente a agenda escolar e verifique se ele está em dia com as atividades das próximas aulas e da semana. Sempre que necessário, ofereça-se para ajudar na lição de casa e envolva-se na elaboração dos trabalhos.

Mas atenção: os pais devem apenas auxiliar os filhos, e não fazer por eles. É a criança quem deve realizar e aprender os exercícios, e isso só é possível por meio de erros e acertos.

Crie uma rotina de estudos para melhorar o desempenho escolar do seu filho

Ter organização e definir horários para realizar as atividades é crucial para desenvolver o senso de responsabilidade de qualquer pessoa. Por isso, as crianças necessitam da ajuda dos adultos para planejar uma boa rotina de estudos. É importante que elas entendam o conceito de prioridade, ou seja, que existe a hora certa de estudar, de brincar e de realizar outras atividades.

Mas qual é o melhor horário para o meu filho estudar?

Segundo médicos e psicólogos especializados em desenvolvimento infantil, as crianças costumam ser mais ativas no período da manhã e da tarde. Logo, o ideal é que os pais aproveitem esse momento em que elas estão cheias de energia para determinar entre duas e três horas para os estudos. Lembre-se de ficar por perto no início não só para garantir que elas cumprirão os deveres, mas também para ajudá-las com eventuais dúvidas.

Estimule o aprendizado fora da escola

Quanto mais a criança gostar de estudar, melhor será o seu rendimento escolar. É recomendado que os pais estimulem o aprendizado fora da escola, mostrando que é possível ter prazer em fazer novas descobertas. Seu filho está com dificuldade para entender algo sobre Ciências? Então levá-lo a um museu com esse tema pode ser uma ótima forma de ajudá-lo a entender, de um jeito divertido, como as coisas funcionam na prática.

É importante dar liberdade para que a criança escolha que tipo de atividade gostaria de fazer, garantindo que ela aprenda com aquilo que realmente gosta e no seu próprio ritmo de aprendizado. Você também pode incentivar a busca por conhecimento além dos livros da escola, como nos filmes, livros e até na internet — isso ampliará a visão da criança sobre os temas estudados.

Como você viu, se envolver e se preocupar com o desempenho escolar é fundamental para o desenvolvimento dos jovens, que podem passar a enxergar a educação como algo prazeroso e natural.

O seu filho precisa de ajuda especializada para melhorar o rendimento na escola? Veja como escolher o melhor professor para o reforço escolar!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"