Os 4 erros ao escolher aulas particulares

Se você tem uma criança em casa na fase escolar, sabe que esse é um período muito importante para a aprendizagem do seu filho. As matérias  são mais amplas e tem vários níveis de complexidade, por isso, é natural que alguns alunos sintam dificuldade, afinal, faz parte do crescimento. Mas, é bom pensar em ajudá-los com aulas particulares, sabia?

Vale ressaltar que muitos pais ou responsáveis cometem alguns erros na hora de escolhe as aulas particulares. É muito importante ter todo o cuidado possível para decidir por um profissional realmente qualificado para a atividade. Só assim você garante que o pequeno vai aprender com qualidade e melhorar o desempenho.

Por isso, para ajudar você nessa tarefa, separamos alguns erros que você deve evitar ao escolher aulas particulares. Olha só:

1. Não identificar as causas da dificuldade pela criança

Você começou a notar que o seu filho está tendo dificuldade nas tarefas da escola? Calma, agora que você percebeu isso é hora de tentar identificar quais são, de fato, os problemas que a criança está tendo no aprendizado. Às vezes, acontece de os pais acharem que ela é preguiçosa quando, na verdade, ele está tímido na sala de aula para tirar dúvidas.

Portanto, esse é o principal passo para que você ajude o pequeno da melhor forma e totalmente focado no que ele realmente precisa. Então, muita atenção na análise desse problema, combinado?

2. Buscar um professor que não tem o perfil adequado

Outro erro comum cometido pelos pais é escolher um professor para dar aulas particulares sem saber exatamente qual estilo de ensino ele aplica durante o contato com a criança. Como assim? Por exemplo, se você tem um filho mais agitado, que tal trocar o professor que leciona de forma mais tradicional por um que seja mais criativo no método de ensino?

É essencial que você encontre um professor que consiga ganhar toda a atenção da criança. Você verá o quanto isso faz a diferença, viu?

3. Não analisar a experiência do professor

Uma informação importante de você saber é que: existem muitas pessoas que se dizem professores, mas, na verdade, não são formadas para exercer a profissão. Ou seja, mais uma vez, fuja do erro corriqueiro de acreditar que ao falar “dou aulas particulares” a pessoa é creditada como professor.

Peça referências, saiba há quanto tempo o profissional está atuando com o reforço escolar para crianças, converse com outros pais ou responsáveis e por aí vai. O importante é conhecer bem o trabalho do professor.

4. Não investir em aula online

Apesar da tecnologia estar em qualquer lugar do mundo, tem muito pai e mãe que não usa a ferramenta para ensinar os filhos as matérias da escola, tarefas do dia a dia e estímulo para melhorar suas habilidades. Já pensou em ser diferente e explorar o poder da internet para o aprendizado da criança?

Hoje existem plataformas com videoaulas que são uma alternativa perfeita para que seu filho faça as aulas de reforço em casa, por um preço menor, e com professores que estão 24 horas à disposição. Incrível, não?

Você conseguiu perceber o quanto pode errar na escolha por aulas particulares por pura falta de atenção? Agora, com certeza, você já está mais preparado para encontrar a ajuda ideal para o seu filho.

Entre em contato com a gente e vamos explicar como podemos ajudar no reforço escolar da sua criança!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"