Como fazer seu filho seguir uma rotina de estudos

Uma das formas de ajudar no desenvolvimento do seu filho e evitar que ele se dê mal na escola é por meio do estudo. Entretanto, muitos pais têm dificuldade na hora de colocar o filho para fazer essa atividade.

Fazer o filho seguir uma rotina de estudos pode se tornar uma atividade cansativa e com baixos retornos caso seja feita da maneira errada. Pode, inclusive, deixar a criança com raiva das tarefas escolares.

Pensando nisso, separamos 5 dicas para que você possa fazer seu filho seguir uma rotina de estudos. Confira!

1. Faça do horário de estudos uma rotina

Quando falamos sobre comportamento humano, é sempre preciso pensar em hábitos. Eles organizam o dia das pessoas e determinam o que será feito e o que será deixado de lado.

Um clássico exemplo disso é quando começamos a praticar exercícios físicos: na primeira semana fazemos todos os dias, depois pulamos um ou dois, até que abandonamos completamente a atividade.

Ao mesmo tempo, pessoas que praticam exercícios físicos diariamente relatam que não conseguem ficar sem essa atividade.

Com o estudo é a mesma história. É preciso ter horários e dias muito bem definidos e segui-los rigorosamente nos primeiros meses. Depois de um tempo, isso vai se tornar um hábito e acontecer naturalmente.

2. Crie, com seu filho, um cronograma

No início do ano letivo, você pode pedir o planejamento de ensino à escola em que seu filho está matriculado. Nele constarão todas as matérias que serão ensinadas no decorrer do ano.

Com essa informação em mãos, chame seu filho e peça a ajuda dele. Em conjunto, estabeleçam o dia da semana em que cada matéria vai ser estudada e organize um calendário que inclua todo o conteúdo presente no planejamento de ensino.

3. Monte um ambiente de estudos saudável

Rotina não é um termo referente apenas a atividades diárias ou horários estabelecidos previamente. Ela também diz respeito aos locais em que as tarefas são executadas.

Assim, um ambiente de estudos saudável é fundamental para o aprendizado de seu filho. Em um local apropriado, as distrações são reduzidas e é possível montar um cenário que estimule e auxilie a criança em seu aprendizado.

4. Acompanhe as tarefas, mas sem exagero

Para incentivar seu filho a estudar, é preciso dar o exemplo. Afinal, como exigir que ele faça algo se você não faz?

É preciso lembrar que os pais são os maiores exemplos que os filhos têm e, como tal, são o modelo que eles vão seguir. Por isso, é um caminho interessante acompanhar a criança na execução das tarefas.

Mas atenção: acompanhar nas tarefas é diferente de vigiar. O acompanhamento é feito por meio do auxílio, dando espaço para que seu filho possa aprender e você seja apenas um suporte, e não uma forma de punição.

5. Faça do estudo algo divertido, não uma obrigação

Frases como “você só pode brincar depois de terminar de estudar” e “faça primeiro suas tarefas para depois se divertir” devem ser evitadas. Essas colocações dão a entender que estudar é algo chato e penoso, impedindo a pessoa de fazer o que gosta.

O ideal é que a hora do estudo seja cultivada como uma atividade prazerosa desde o início da vida escolar da criança.

Frases como “oba, hoje tem lição de casa”, “vamos ver quem responde mais perguntas certas hoje” ou “vamos aprender alguma coisa nova” são uma boa opção para animar o momento de aprendizado.

Fazer o filho seguir uma rotina de estudos não é fácil. É uma tarefa que exige constante presença dos pais para que, um dia, a criança passe a fazer sozinha. Entretanto, o resultado de se empenhar nisso é recompensador.

Gostou dessas dicas? Então, assine nossa newsletter e seja avisado quando sair novos artigos!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"